GEOGRAFIA 2011/2012 LOGO DOCENTE: PEDRO MOREIRA Tema 3:

GEOGRAFIA 2011/2012 LOGO DOCENTE: PEDRO MOREIRA Tema 3:

GEOGRAFIA 2011/2012 LOGO DOCENTE: PEDRO MOREIRA Tema 3: Populao e Povoamento Evoluo da Populao Ao longo dos sculos, o crescimento da populao mundial foi decorrendo com ritmos diferentes: Regime Demogrfico Primitivo, Revoluo Demogrfico e Exploso Demogrfica. Tema 3: Populao e Povoamento Transio Demogrfica

Tema 3: Populao e Povoamento Transio Demogrfica Tema 3: Populao e Povoamento A Distribuio da Natalidade Factores explicativos Natalidade elevada (associada aos pases em desenvolvimento): - Tradio de famlias numerosas; - Casamento precoce (entre os 15 e os 18 anos);

- Os filhos podem ser importantes para ajudar no trabalho familiar; - A religio contesta o uso de contraceptivos e o recurso ao aborto; - O analfabetismo dificulta o acesso informao sobre planeamento familiar; - A prtica da poligamia. Natalidade baixa (associada aos pases desenvolvidos): - A idade tardia do casamento; - Melhoria do nvel de vida e maior preocupao com a educao dos filhos; - Entrada das mulheres no mercado de trabalho; - Desejo de realizao pessoal e profissional dos casais; - Planeamento familiar e generalizao do uso de contraceptivos; -A reduo das taxas de nupcialidade e o aumento das taxas de divrcio.

Tema 3: Populao e Povoamento A Distribuio da Mortalidade Factores explicativos Mortalidade elevada (associada aos pases pobres): - Deficiente assistncia mdica; - Deficincia das infra-estruturas de saneamento bsico; - Escassez de alimentos e fome; - Guerras e conflitos sociais; - Catstrofes naturais e epidemias;

Mortalidade baixa (associada aos pases desenvolvidos): - Boa assistncia mdica; - Boas condies sanitrias; - Existncia de uma alimentao equilibrada; - Proibio do trabalho infantil; - Elevado nvel de vida das populaes. Tema 3: Populao e Povoamento Evoluo da populao em Portugal No dia 1 de Janeiro de 2005, uma determinada localidade portuguesa

tinha 810 habitantes. Durante esse ano nasceram 10 crianas e morreram 9 pessoas. Tema 3: Populao e Povoamento Evoluo da populao em Portugal No mesmo perodo, saram da localidade 6 pessoas que foram viver para Lisboa e entraram na povoao, como imigrantes, 2 indivduos naturais da Ucrnia. Evoluo das taxas de natalidade e mortalidade nos pases desenvolvidos

() 40 30 20 12,8 10 9,8 0 1650

Tx. Natalidade 1750 1850 Tx. Mortalidade 1950 2000 Tx. Cresc. Natural Evoluo das taxas de natalidade e mortalidade

nos pases em desenvolvimento () 50 40 28,2 30 20 10

9,2 0 1650 1750 Tx. Natalidade 1850 Tx. Mortalidade

1950 2000 Tx. Cresc. Natural Adaptado de: O nosso mundo, Geografia 9 Ano, Pltano Editora, 1997. EVOLUO DA POPULAO EUROPEIA (1900 - 2025) (Milhes) 800 700 600

500 400 300 200 100 0 1900 1950 1975 1980

1985 Fonte: MENDES, Ftima; VICTRIA, Teresa (1998) Um olhar pela Europa. 1990 1995 2025 EVOLUO DAS TXS DE NATALIDADE E MORTALIDADE EM PORTUGAL %o

45 40 35 30 25 20 15 10 5 0 1900

1910 1920 1930 1940 Taxa de natalidade Fonte: ANTUNES, Joo (1995) Geografia. 1950

1960 1970 Taxa de mortalidade 1980 1990 NDICE DE ENVELHECIMENTO NA EUROPA (1995) Indivduos com mais de 65 anos (%)

> de 15 > de 13 a 15 de 12 a 13 menos de 12 Fonte: MENDES, Ftima; VICTRIA, Teresa (1998) Um olhar pela Europa. Estrutura etria da populao Reflexos da histria Homens Idades + 85 80-84

75-79 70-74 65-69 60-64 55-59 50-54 45-49 40-44 35-39 30-34 25-29 20-24 15-19

10-14 5-9 0-4 Perdas militares da 1 grande Guerra Perdas militares da 2 grande Guerra Dfice de nascimentos da 2 grande Guerra

% 5 4 3 Mulheres 2 1

0 0 Dfice de nascimentos da 1 grande Guerra Dfice de nascimentos da 2 grande Guerra Baby-Boom Dfice de nascimentos

devido ao planeamento familiar 1 2 3 4 Figura 1 Estrutura da populao da ex-Alemanha Oriental em 1980. Fonte: Geografia 9 ano, E.L.Fluminense, 1994 p. 24.

5 % DISTRIBUIO DA TAXA DE NATALIDADE NA EUROPA (1995) Taxa de Natalidade (o/oo) > de 14 > de 12 a 14 de 10 a 12 menos de 10 Fonte: MENDES, Ftima; VICTRIA, Teresa (1998) Um olhar pela Europa.

DISTRIBUIO DA TAXA DE MORTALIDADE NA EUROPA (1995) Taxa de Mortalidade (o/oo) > de 13 > de 11 a 13 de 9 a 11 menos de 9 Fonte: MENDES, Ftima; VICTRIA, Teresa (1998) Um olhar pela Europa DISTRIBUIO DA TAXA DE CRESC. NATURAL NA EUROPA (1995) Taxa de Crescimento Natural (o/oo)

mais de 5 de 2.6 a 5 de 0 a 2.5 menos de 0 Fonte: MENDES, Ftima; VICTRIA, Teresa (1998) Um olhar pela Europa. Tipos de Pirmides Etrias ou Pirmides de Idades Pirmide Jovem ou Crescente Homens Mulheres

Uma populao crescente (populao jovem) apresenta uma pirmide com base larga e topo estreito. Um pas com um regime demogrfico jovem caracteriza-se por ter uma proporo alta de jovens e uma baixa percentagem de pessoas idosas. Pirmide Adulta, de Transio ou Estacionria Homens

Mulheres Uma populao estacionria (ou populao madura) tem uma pirmide em forma de bolbo, isto , quase to larga na base como no centro superior. A proporo de jovens no muito elevada, mas a percentagem de adultos e de velhos alta. Pirmide Idosa ou Decrescente Homens

Pirmide Rejuvenescente Mulheres Homens Uma populao decrescente (populao envelhecida) corresponde a uma pirmide em forma de urna. A proporo de jovens inferior dos adultos e dos velhos. Mulheres

Uma populao rejuvenescente apresenta uma pirmide em forma de A de espadas, ou seja, assiste-se a um aumento das classes etrias mais jovens. Grandes grupos etrios Jovens Adultos Idosos Adaptado de:Baptista, Jos Antnio, O Mundo Contrastes e mutaes, Universitria Editora, 1993

Pases Desenvolvidos VS Pases em Desenvolvimento Pases de populao envelhecida Pases de populao jovem Comparao da populao jovem entre alguns pases do mundo

Pases Jovens Existem no mundo muitos pases em que a percentagem de populao jovem superior dos outros grupos etrios A razo dessa situao est na elevada Taxa de Natalidade e na pequena Esperana Mdia de Vida, consequncia de uma elevada mortalidade. A juventude da populao desses pases e o elevado crescimento populacional que registam, fazem como que sejam conhecidos por pases jovens Os pases jovens localizam-se, essencialmente, na frica, sia e Amrica Latina. Em termos de desenvolvimento, so PASES EM DESENVOLVIMENTO, quer dizer, com economias pouco industrializadas, no oferecendo generalidade da

populao uma boa qualidade de vida Pases Envelhecidos Os pases desenvolvidos do mundo esto a viver um processo acelerado de envelhecimento populacional, quer dizer, quando a proporo de idosos na populao de cerca de 15%. O processo de envelhecimento tem origem na reduo drstica da fecundidade, com reflexos negativos nas Taxas de Natalidade e na diminuio da Mortalidade, aumentando a Esperana Mdia de Vida Os pases envelhecidos localizam-se essencialmente na Europa e Amrica do Norte Em termos de desenvolvimento, so PASES DESENVOLVIDOS, quer dizer, com economias muito desenvolvidas, que oferecem generalidade da populao uma

boa qualidade de vida Consequncias PASES JOVENS PASES ENVELHECIDOS Estrutura Etria da Populao LOGO O que a estrutura etria?

a distribuio da populao por grupos de idades e sexo Grupos Etrios Jovens dos 0 aos 14 anos Adultos dos 15 aos 64 anos Idosos com mais de 65 anos O que so pirmides etrias? Representao grfica que relaciona a populao por idades e por sexo

Pirmide Jovem ou Crescente Base larga Taxa de natalidade elevada Topo estreito Esperana mdia de vida baixa POPULAO JOVEM Pirmide caracterstica de um Pas em Vias de Desenvolvimento Pirmide Idosa ou Decrescente Base estreita Taxa de natalidade baixa

Topo largo Esperana mdia de vida alta POPULAO ENVELHECIDA Pirmide caracterstica de um Pas Desenvolvido O que so classes ocas? Classe etria cujo nmero de indivduos inferior ao da classe anterior e ao da classe seguinte Populao Jovem Consequncias socioeconmicas: - elevados encargos com a educao e

formao de crianas e adolescentes - elevados encargos com a criao de creches, escolas e hospitais - desemprego, principalmente de jovens - carncias habitacionais Populao Envelhecida Consequncias socioeconmicas: - despesas elevadas com penses e reformas - diminuio da populao activa - aumento das despesas de sade - perda de dinamismo

Exerccio Analisa a pirmide de Portugal, 2005 1 Caracteriza a base 2 Classifica a natalidade 3 Caracteriza o topo 4 Classifica a esperana mdia de vida 5 Classifica a populao 6 A que grupo de pases corresponde esta pirmide etria? 7 Indica uma classe oca?

Constrates na estrutura etria Pirmide Etria crescente (pases em desenvolvimento) Base larga, devido elevada taxa de natalidade; Topo estreito, porque a percentagem de idosos baixa em resultado de uma reduzida esperana mdia de vida. Populao muito jovem Forte crescimento demogrfico

Pirmide etria decrescente (pases desenvolvidos) Base estreita, porque a percentagem de jovens baixa, devido baixa taxa de natalidade; Topo largo, porque a percentagem de idosos e significativa, devido maior esperana mdia de vida; H classes etrias ocas. Populao envelhecida Reduzido crescimento demogrfico Classes etrias ocas classes com menos populao do que a classe etria superior (guerras, doenas, fomes, migraes (emigrao e imigrao)).

Estrutura etria da populao Reflexos da histria Homens Idad +es 85 80-84 75-79 70-74 65-69 60-64 55-59

50-54 45-49 40-44 35-39 30-34 25-29 20-24 15-19 10-14 5-9 0-4 Perdas

militares da 1 grande Guerra Perdas militares da 2 grande Guerra Dfice de nascimentos da 2 grande Guerra %5

4 3 2 1 0 0 Mulhere

s Dfice de nascimentos da 1 grande Guerra 1 2 3

4 Dfice de nascimentos da 2 grande Guerra BabyBoom Dfice de nascimentos devido ao planeamento familiar 5 %

Figura 1 Estrutura da populao da ex-Alemanha Oriental em 1980. Fonte: Geografia 9 ano, E.L.Fluminense, 1994 p. 24. Problemas resultantes do envelhecimento da populao (pases desenvolvidos) Diminuio da populao activa; Diminuio do esprito critico e de iniciativa; Aumento das despesas da Segurana Social (pagamento das reformas); Aumento da despesas com a Sade e os Servios Sociais para idosos, como os lares, centros de apoio domicilirio.

Problemas resultantes do rejuvenescimento da populao (pases em desenvolvimento) Difcil acesso educao, devido falta de escolas e professores suficientes; Falta de habitao e de emprego que origina o crescimento dos bairros de lata e a expanso de actividades ilcitas (drogas); Difcil acesso aos cuidados de sade; Aumento da subnutrio e da fome, devido necessidade de alimentos ser cada vez maior.

Recently Viewed Presentations

  • Poll Question - Senturus

    Poll Question - Senturus

    Author: devo Created Date: 05/22/2015 03:21:32 Title: Poll Question Last modified by: Bobbi Ewelt
  • The Medieval Period "The Middle Ages"

    The Medieval Period "The Middle Ages"

    Peasants living quarters - huts. A Manor in Medieval England. ... PEASANTS did not own land, but worked on the land as vassals (could be serfs or villains) The feudal system caused great arguing and fighting over land and unequal...
  • Life Skills and Leadership for Engineers

    Life Skills and Leadership for Engineers

    * Play a Video * To Add a Video Right click on the file (in Windows Explorer) and select "copy." Go to the Powerpoint slide and paste. Edit options (right click and go to "action settings") - usually "object action...
  • Diapositiva 1 - HCBE Benefits

    Diapositiva 1 - HCBE Benefits

    Flexible Spending Accounts (FSA) Dependent Care FSA Expenses. Child day care and after school care for children up to age 13. Certain adult day care expense . ... HCBE provides Basic Life Insurance in the amount of 1 times salary...
  • 社會情緒發展 - eportfolio.lib.ksu.edu.tw

    社會情緒發展 - eportfolio.lib.ksu.edu.tw

    社會情緒發展 第五組 組員: 4990u004 林雅萍 4990u006 李官倍 4990u016 馬宛庭 4990u021 張書涵 4990u045 陳雅芳
  • Chapter 7 Quiz Review - Loyola High School

    Chapter 7 Quiz Review - Loyola High School

    Congruence Problems Using the theorems Congruency Thms. List the 4 triangle congruency thms. SSS SAS ASA RHS (or AAS) x -Consider this- Why are the two triangles congruent?
  • PowerPoint プレゼンテーション

    PowerPoint プレゼンテーション

    Japanese Socioculture in Podcasting Technologies Japanese Socioculture in Podcasting Technologies Japanese Socioculture in Podcasting Technologies Podcasting Technologies in Bilingual Education First, some technologies: an iPod and an MP3 format digital voice recorder with a retractable extension to connect to a...
  • Gastrointestinal Physiology - doc meg's hideout

    Gastrointestinal Physiology - doc meg's hideout

    Digestion by Hydrolysis. CARBOHYDRATES. Almost ALL in the diet are: large polysaccharides or disaccharides. Combinations of . monosaccharides. H of 1 mono removed, OH of other mono removed = joined